Projeto HSH - Resumo

Comportamento sexual e vulnerabilidade ao HIV/Aids entre homens com práticas homossexuais da Região Metropolitana do Recife

O projeto investiga as condutas sexuais de homens que fazem sexo com homens (HSH) residentes na Região Metropolitana do Recife (RMR). Ele aborda as práticas sexuais dos HSH, considerando contextos de sociabilidade, na interface com os marcadores de gênero, renda, classe, raça/cor e idade, conhecimentos sobre HIV/AIDS e percepção de risco, na perspectiva de oferecer subsídios para compreender a vulnerabilidade deles ao HIV/AIDS.  Está embasado numa perspectiva teórica que localiza a sexualidade como construção social, configurada pelos discursos de verdade sobre a sexualidade, hierarquias de gênero e ideologia erótica, na intersecção com outros marcadores sociais (classe, renda, idade, raça). Como as supracitadas categorizações sociais estão imbuídas de hierarquias (de sentido e poder), organizando a vida em sociedade, concebe a vulnerabilidade aos agravos sexuais como decorrente das experiências comunitárias das pessoas (inscritas culturalmente e influenciadas pelas interferências do Estado). A metodologia da pesquisa foi desenhada em três estudos: o primeiro investiga, por meio de um questionário aplicado a 480 homens com práticas homossexuais residentes na RMR, os comportamentos, atitudes e práticas sobre sexualidade e saúde sexual; o segundo estudo aborda a conduta sexual dos HSH da RMR, mapeando (doze entrevistas) e observando os lugares de homossociabilidade por eles frequentados e recolhendo e analisando doze narrativas biográficas (com foco na sexualidade); o terceiro estudo, coloca em diálogo os dois estudos anteriores, na perspectiva de realizar uma análise de vulnerabilidade, considerando o(s) contexto(s) da RMR e as dimensões pessoais, sociais e programáticas que este tipo de análise requer. A pesquisa possibilitará um aprofundamento da discussão sobre a organização da vida sexual de HSH, explorando a sinergia entre orientação sexual e outros marcadores sociais na vulnerabilidade deles ao HIV/AIDS. Certamente contribuirá para o aperfeiçoamento de estratégias de enfrentamento à epidemia de AIDS na RMR.

Palavras-chave: Homossexualidade, Homens, HIV/AIDS, Vulnerabilidade, Gênero, Intersecção.

Apoios: CNPq e FACEPE.